2 de nov de 2016

O primeiro show

     "O primeiro show a gente nunca esquece", como essa frase faz sentido!
     Nunca me imaginei em algum show, digo, que eu fosse realmente ir a algum show. Pra mim, isso não fazia parte da minha realidade.


     24 de setembro de 2016, o dia em que marcou minha vida. Pra quem lê, pode parecer meio bobo, mas sério, foi incrível. Eu não tenho nem palavras para expressar.
     Foi na Festa do Rei Jesus, tudo bem que não é só um cantor/banda que se apresenta, mas eu fui especialmente para ver Rosa de Saron, uma banda de rock cristã com  quatro integrantes e 28 anos de estrada.
     Eu sempre quis ir nessa festa, mas por causa da idade, meu pai não achava que eu ficaria acordada até tarde (a festa só acaba depois das 6 horas da manhã, 14 horas de música). Quando anunciaram que Rosa de Saron tocaria, meus olhos encheram de lágrimas, quando li que tocariam "Acústico ao Vivo 2/3" aí sim meus olhos encheram de lágrimas. É a melhor banda, o melhor álbum. Depois de muito tempo pedindo, ele topou me levar. Em agosto ele comprou os ingressos e quando ele me mostrou, meio que não acreditei. Só de pensar que eu veria minha banda favorita, eu já comecei a chorar.
Muita gente acha "bobeira" isso de "chorar" por banda, mas gente, dá muita emoção.


     Não anunciaram a hora que as bandas iriam tocar, só Anjos de Resgate, que foi 19:30 horas. São dois palcos, enquanto uma banda/cantor estava em um palco, o outro palco se preparava para o próximo cantor/banda. Eles só liberaram a ordem da programação.
Meu pai disse "iremos ficar até no máximo 4:30 horas da madrugada", e nisso, fiquei com certo receio de Rosa de Saron tocar depois de 4 horas e não dar tempo de ver.
     Saímos de casa 20:30 horas, fiquei imaginando como seria minha reação quando eu visse eles lá, no palco, cantando maravilhosamente e meus olhos se encheram de lágrimas. Emoção, né.
     Chegamos na festa mais ou menos 21:10 horas. Demos uma volta, comemos e fomos ver os outros shows. Vi a ordem da programação e presumi que Rosa tocaria por volta das 3:30 horas. Tinha muita gente, muita gente mesmo.
     22 horas. Fui entrando no meio do povo e puxando meu pai. Grade. Chegamos na grade! Pelo menos, eu veria eles mais de perto, ainda mais que sou pequenininha, seria difícil ver eles lá de trás. Ficamos até a hora do show marcando lugar, conheci um pessoal e foi bem legal.
Não aguentei ficar sentada até uns minutos antes do show começar. Quando eles começaram a arrumar o palco e ele foi tomando forma, levantei.
     Foi incrível. Foi muito emocionante. Eles iam cantando e todo mundo cantava junto. Não sei expressar os meus sentimentos do momento, mas foi marcante.
     O primeiro show realmente é inesquecível. O Grevão, que não parava de sorrir enquanto tocava bateria, o Gui que ficava mexendo no cabelo o tempo inteiro e interpretando a música com as mãos... aaaaaaaaa! Muito maravilhoso.

     E você, já foi a algum show? Gostou? Conte-me aí nos comentários, como foi seu primeiro show? Se nunca foi em algum show, tem vontade de ir? Em qual?


Um comentário:

  1. Ahh que legal, deve ter sido bem legaaal !
    Essa banda é muito legal ><

    Beijos O Melhor de Mim


    ResponderExcluir

• Qualquer pessoa pode comentar.
• Deixe o link do seu blog (se tiver) no final do comentário para que eu possa retribuir a visita.
• Não use xingamentos e nem faça críticas maldosas pois serão ignorados.
• Todos serão respondidos o mais rápido possível.